Rota de Fuga: Amaraji-Pe por Bruna Bastos

Em meio ao Engenho da Garra, a cada domingo se reuniam feirantes onde concentravam-se a maioria da população desta área para monopolizar o comércio local. Tal feira deu início ao município de Amaraji, onde nativos foram se instalando para ficar mais perto de seus negócios. Em menos de 40 anos, Engenho da Garra recebe o título de Cidade e assim se torna Amaraji, mas esse relato de fuga será contado pela Bruna Bastos que desbravou o município em poucos dias de estadia, cola aqui e fique por dentro.

Backpacker Profile:
Por: Bruna Bastos
Para onde: Amaraji – PE
Motivo: Fujir da Capital
Grau da viagem: Natureza
Característica de mochileira: Curte uns bons drinks

28109942
Feirinha de Amaraji (imagem da internet)

Estava eu curtindo a folia do carnaval do Recife, quando me dei conta que queria descansar um pouco de todo barulho e multidão. Por sugestão de minha mãe, me falou para ir à Amaraji. No início eu confesso que não me interessei, porém após ver as fotos do lugar senti uma imensa vontade de fugir para lá, nem que fosse para um bate e volta (tão conhecido pelos mochileiros). Pois foi exatamente isso que aconteceu. Resolvi “sacrificar” um dia de carnaval e realizar ao menos a vontade de permanecer  um dia nessa terrinha gostosa. Curti o suficiente de um dia para mostrar a vocês um possível refúgio não tão longe de casa (Recife).

amaraji

Amaraji tem exatamente 96 km de distância da cidade de Recife pela BR 101. O tempo de viagem dependendo do trajeto é de exatamente 1 hora e 40 minutos. Após a entrada do Município de Escada, você encontrará em frente, a entrada para Amaraji. Não se assuste com a distância, antes da chegada da cidade você passará pelo município de Primavera ainda, aguenta, pois é chão (é chãoooo queridaaaaa!)

igreja Amaraji
Igrejinha de são José de Amaraji

A Igreja de São José de Amaraji é o principal cartão postal da cidade e serve como ponto principal, em países latinos poderíamos considera-la como Plaza de Armas de Amaraji. Em épocas festivas é lá onde tudo acontece, a pessoas costumam vertir-se com sua melhor roupa e aproveitar o entorno com barraquinhas de comida e muita música boa, além de ser super favorável para arrumar um par (o meu já estava comigo rs).

Depois de conhecer o centro, tratei de ir logo onde todos na redondeza indicam e claro, o que me chamou a atenção nas pesquisas ainda no Recife :  Cachoeira do Animoso. Lá você pode levar de tudo. Tem um bar em que as pessoas lhe servem enquanto você curte as águas da cachoeira. A água é uma delícia e eu não achei gelada, a do Rio São Francisco é bem mais, pode ter certeza.
cidade-1641-20151005130941

Ideal para ir com crianças, a cachoeira do Animoso não tem correnteza e não tem perigo de afogamento, só é preciso tomar um pouco de cuidado, pois tem muitas pedras escorregadias e você pode correr o risco de machucar. Ah! É sempre bom avisar, próximo a cachoeira, aonde a água escorre, tem um buraco um pouco perigoso então é bom andar com cuidado para evitar sustos.

animoso
Cachoeira do Animoso

Você pode levar seu próprio lanche e também consumir a bebida no bar. Lá tem umas regrinhas que devemos seguir, mas nada que estrague o seu dia. Independente de levar o lanche, ou pedir lá, é sempre bom preservar o ambiente e limpar o local para evitar poluição. Isso é questão de consciência mesmo. Lixo no lixo.

DSC_0864
Missa do Vaqueiro de Amaraji (imagem da internet)

Missa
A cidade também recebe a Missa do Vaqueiro anualmente. Esse evento cultural é um dos mais aguardados pela povo, onde recebe cavaleiros e amazonas de toda a região. Na festa são realizada quermesses, shows e arrecadações para a paróquia além de toda uma programação cultural para aproveitar ao máximo. Infelizmente não tive o gostinho de acompanhar tal evento, mas para quem gostaria de conhecer é só se programar e acompanhar através do portal Amaraji Noticias.

Todos vão te indicar o caminho para as cachoeiras. Amaraji é repleta de pequenos passeio e a maioria pode ser realizado em apenas um dia. Bom, um dia foi o suficiente para relatar tudo isso e deixar um gostinho de quero mais. Com certeza voltarei para novas aventuras. E você, ta pesperando o quê para conhecer?!

Eu sou a Bruna Bastos e esse foi o meu relato de fuga para o vazpraonde.com.
Cola com a gente! 😘

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s