Rota três casas do Pablo Neruda: La Chascona, La Sebastiana e Isla Negra.

Tal como um dos mais importantes poetas da língua castelhana no mundo, Pablo Neruda foi cônsul do Chile na Espanha e no México. Seu legado conta com marcos importantes na política do país, livros memoráveis e um prêmio Nobel de Literatura (1971). Fãs e curiosos podem conhecer e se aprofundar na “jornada Neruda” desbravando suas casas museus em uma rota partindo de Santiago, passando por Valparaíso e finalizando em Isla Negra.

-La Chascona

A casa Santiagueña é o primeiro passo da rota. Próxima ao Cerro San Cristóbal, pode ser associada a um passei de um dia todo pelos dois locais. Aconselho primeiro a conhecer a casa (aproximadamente 45 m de passeio). O passeio conta com sistema de audio-guias (português, espanhol e inglês) já incluídos no preço do ingresso, o que torna o passeio dinâmico e muito interessante, já que você pode voltar em qualquer ambiente e escutar tudo de novo sem atrasar um grupo ou guia (fiz isso bastante hahahahahah). A estação mais próxima é a Baquedano, atravesse o Rio Mapocho e siga para o Cerro (15 minutos de caminhada).

La-Chascona-2-0012.1-573x480.jpg
Casa Museu La Chascona (imagem da Internet)

Eu preciso confessar que essa casa foi a mais apaixonante de todas, talvez pela arquitetura, acervo e cores espalhadas por todos os cômodos e jardins. Curiosamente descobri por um nativo (sim, eu escutei a conversa hahahahaha) que “LA Chascona” siguinifica “Descabelada”, apelido dado a sua amante (e depois esposa) Matilda Urrutia, de cabelos ruivos e selvagens.

Localizada na Calle Fernando Márquez de la Plata 0192, Barrio Bellavista,
Providencia, Santiago.
Entrada Geral: $5.000 (R$ 27,00) por pessoa.
Fechado nas segundas.

-La Sebastiana

Partindo de Santiago (logo cedo), dirija-se ao Terminal Alameda (descer na Universidad de Santiago). Optei por ir de Tur-Bus e comprei logo ida e volta para poupar tempo em Valpo, o que me gerou um desconto (não tão grande, mas descontos são sempre bem-vindos para mochileiros).
Paguei $ 4200 pesos chilenos (R$ 23,00) ao invés de $ 6500 (ida e volta).
A viagem dura em média 2 horas e a estrada é cheia de curvas.
Chegando em Valparaíso, logo na saída norte tem um mapa gigante na parede, tire foto para se localizar. Valparaíso é grande e cheia de morros e ladeiras. Um contraste enorme com a vizinha Viña del Mar, mas isso eu contarei em outro post.
A impressão que dá é que Valpo parou no tempo, ainda mais quando usamos seus ascensores para economizar tempo e fôlego em trechos de longas subidas.
O Ascensor Florida será seu aliado no trajeto até a La Sebastiana, cortando uma longa subida, o preço é baratinho $ 100 (R$ 0,40 centavos) e a viagem cerca de 15m (acredite, faz toda a diferença). Curiosamente, os ascensores são uma espécie de elevador sobre trilhos, e são um marco na cultura de Valparaíso. O ascensor Florida foi inaugurado em !905 e funciona até hoje, usado por nativos e turistas.

125
Vista do ascensor Florida

Ao sair do ascensor, continue subindo pela Calle Ricardo de Ferrari (agora sim você vai precisar de fôlego).

127
Continue subindo…

E finalmente chegará aos portões do grande jardim. Siga para bilheteria e poupe tempo na compra do ingresso (os preços são os mesmos), as visitas tem intervalos de 3o minutos entre uma e outra. No jardim tem um café bastante agradável para quem tá esperando a próxima visita.

130
Casa Museu La Sebastiana

A arquitetura da casa é peculiar e desperta curiosidade, porém confesso que não supriu minhas expectativas sobre a La Chascona (1 x 0 para La Chascona).

128
Vista do oceano pacífico.

Difícil mesmo foi resistir essa vista depois do passeio pela casa museu.
Ao finalizar o passeio pela casa museu, aconselho a descer o Cerro a pé e conhecer a Rota das Artes, uma espécie de galeria ao ar livre (muros e partes da pista pintados por artistas locais).

Localizada na Calle Ferrari 692, Valparaíso.
Entrada Geral: $5.000 (R$ 27,00) por pessoa.
Fechado nas segundas.

-Isla Negra

A casa museu Isla Negra consiste na maior e mais importante dos recintos de Neruda. Lugar no qual passou seus últimos dias antes de ser socorrido e levado para um hospital em Santiago. Assim como a casa, tudo em Isla Negra é belo, mágico e tem um quê de misterioso.

Também partindo do Terminal Alameda, siga para a bilheteria da Pullman bus e adquira o bilhete de ida para Isla Negra  ($ 7000/R$ 38,00). Muita atenção com o horário da volta, assim que chegar em Isla Negra, vá direto no guichê da Pullman e compre a volta (a empresa encerra as 18:00 pm). De tão encantado que fiquei com o balneário perdi a hora e a empresa fechou. Consegui de última hora, e depois de suplicar bastante a uma comerciante local, consegui comprar uma passagem de volta por um ônibus de outra empresa, na qual já era o último passando (não lembro o preço). Não corra esse risco, foi desesperador!
Lembrando que no Chile só anoitece depois das 20:00 pm.
Média de 1:30 de viagem.

Chegando em Isla Negra a rota é fácil e qualquer nativo vai te ajudar a chegar na casa museu.

216
Calle Poeta Neruda
202
Estrela de Sinos do jardim.

Neruda tinha verdadeira paixão pelo oceano pacífico, e pela sacada do seu quarto declarou todo seu amor através dos versos de seus poemas.

200
Oceano pacifico visto dos jardins de Neruda.

A casa museu Isla Negra possui o maior acervo do poeta, assim como objetos e réplicas arquitetônicas de navios e outras embarcações. Parece um mundo encantado onde te faz viajar no tempo, e ao mesmo tempo, te traz a uma realidade prazerosa. As vezes cheguei a pensar que estava enjoado, me sentindo numa verdadeira embarcação (sério!).
A mais emocionante casa museu de todas, sem dúvidas.
Após ser velado em La Chascona, foi aqui que os restos mortais de Neruda e Matilda foram enterrados. De frente ao mar. Um amor incondicional selado pela natureza. Sim! Depois de me aprofundar em sua história e arte, eu me emocionei a tal ponto de soltar lágrimas e agradecer em forma de oração. Isla Negra é linda e merece atenção de quem por ela passa.

Para resumir, cada casa foi visitada em dias individuais, aproveitando outros passeios nos locais. Todos feitos por conta própria.
Não é difícil e muito seguro. Tenha atenção redobrada dos horários nos bilhetes e pé na estrada. Divirta-se.

Dúvidas com horários e valores atualizados no site da Fundação Neruda.

Meu Top 3 Casas Museus Pablo Neruda:
1º Lugar – Isla Negra
2º Lugar – La Chascona
3º Lugar – La Sebastiana

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s